Decoração

O apêzinho 73

14 de agosto de 2016
O apêzinho 73

Eu. Me. Mudei. Para. O. Meu. Apartamento!

Essa era uma das frases que eu – literalmente – contava os segundos para dizer. Depois de cinco meses de tortura intensos, finalmente tenho meu apartamento, com as minhas chaves, com o meu cachorro ❤ e do jeito que eu tanto queria. Sem me sentir constantemente uma intrusa, sem ter que limpar a sujeira dos outros e sem ter que aguentar nenhum desaforo. Agora é home, sweet home!

Eu sonhava tanto com esse momento que passei a seguir vários perfis de decoração no Instagram. Eu sabia que estava me mudando para um apartamento alugado, que não poderia fazer muitas coisas, mas tinha uma ideia do que dava para mudar. Um papel de parede aqui, uma pinturinha ali, um móvei, dois, três e… me dei conta que não, não dá!

Da mesma forma que as blogueiras de moda começam vestindo Marisa e vão parar nas marcas tops da vida, as de decoração também estão nesse nível. Dos estilos escandinavos, com azulejo metrô white no banheiro de seus apartamentos próprios, elas me lembraram que meu apêzinho de paredes amarelas não vai chegar perto do super apartamento próprio delas. Então no momento, ele está assim:

O apêzinho 73

O apartamento é super ajeitadinho, super bem conservado, principalmente perto de uns que eu vi (e foram absurdos de muitos!). Quando entrei aqui pela primeira vez, a parede amarela do quarto e o armário descascado do corredor me incomodaram. Mas isso foi só no comecinho mesmo.

Mas aí, olhando preços de móveis, eletrodomésticos e a minha realidade, algo me ocorreu: quantas das muitas pessoas que seguem esses perfis realmente podem ter o que elas tem? Quantas podem pagar por uma luminária ouro rosê, sei lá de qual era, com sei lá quantos designers assinando uma peça? Poucas. E as que tem, estão fazendo tudo igual, numa onda sem fim de ctr + c, ctrl + v.

O apêzinho 73

Resolvi, então, criar um perfil no Instagram do apartamento. É o apezinho73. Ainda não postei muito, não tinha muita ideia de onde começar a falar sobre ele e do que falar nele, mas agora que tá registrado aqui no blog, já dá para ter um ponto de partida. Eu sei que é modinha, que todo mundo cria perfil de apartamento, mas eu precisava mostrar como é – de fato – alugar e decorar um apartamento. Não dá para fingir que todo mundo é rico!

Quero ir contra essa onda de “olha como é fácil decorar o seu apartamento, nem parece que gastamos/ganhamos tantas coisas”. Sou pobre, gente. Sou cliente da Daiso, das Pernambucanas, da Econômica. Comprei o segundo fogão mais barato do Magazine Luiza e não comprei mais nada, porque não tenho dinheiro. A geladeira só vai vir (um dia, oremos, já que sumiram com ela) porque meu pai me deu as milhas dele. Logo, é di grátis.

O desafio também é conseguir colocar duas pessoas + um cachorro + móveis dentro de um apartamento pequeno. Vamos ver o que dá para fazer, né? Segue a gente lá no Instagram e acompanhe a evolução do nosso apêzinho! Aceitamos dicas, viu? 😘

You Might Also Like

4 Comentários

  • Reply Bienal do Livro de São Paulo 2016 - Maria Ana 13 de setembro de 2016 at 19:56

    […] de mais nada: temos geladeira! 🎉 Cheguei a comentar brevemente no post do Apêzinho 73 que não sabíamos quando a bendita chegaria e tal. Mas chegou e rolou até post no @apezinho73! […]

  • Reply 6 metas que escolhi para 2017 - Maria Ana 4 de janeiro de 2017 at 09:06

    […] as noites com a minha turminha. Além disso, consegui meu cantinho e ele já tem vários móveis. O apêzinho 73 tá uma graça e, mesmo sendo pequeno, ainda sobrou um pouco de […]

  • Reply Decoração: Decorando com fairy lights - Maria Ana 23 de janeiro de 2017 at 09:21

    […] ainda estou em processo de transformar o apêzinho 73 em minha casa, fiz uma seleção de objetos decorados com fairy lights, que eu gostaria de ter no […]

  • Reply Apêzinho 73 4 de março de 2017 at 12:45

    […] ainda estou em processo de transformar o apêzinho 73 em minha casa, fiz uma seleção de objetos decorados com fairy lights, que eu gostaria de ter no […]

  • Deixe seu recado